Cânon do Itaimbezinho

Parque Nacional dos Aparados da Serra

O Cânion do Itaimbezinho é o mais famoso do parque e também um dos maiores do Brasil. Sua extensão chega a 5.800 metros e sua largura máxima alcança os 2000 metros. As paredes rochosas têm uma altura máxima de 720 metros e são cobertas por uma vegetação baixa e pinheiros nativos. Para quem nunca esteve à beira de um cânion, a sensação é realmente indescritível. São formações rochosas de pelo menos 130 milhões de anos, que parecem ter sido “aparadas” de maneira minuciosa.

O nome do cânion vem do Tupi-Guarani:

Ita significa pedra e Aí’be significa afiado.

TRILHAS

Existem 3 trilhas dentro dos limites do parque. As trilhas do Vértice e do Cotovelo são bem fáceis, se quiser contrate um guia no local.

Trilha do Vértice
A Cascata das Andorinhas, formada por um grande volume d’água que corre pelo Rio Perdiz cai de uma altura de 700 metros, em direção ao fundo do cânion, mas acaba transformando-se em névoa antes de atingi-lo. Da trilha pode se avistar a bela Cascata das Andorinhas e da Cascata Véu de Noiva formada pelo arroio Preá . Tão impressionante quanto as cascatas, é a sensação de caminhar na borda do cânion.
A trilha começa no Centro de Visitantes, leva em torno de 1 h, percorre-se 1,4 km pelas bordas do cânion.

A trilha do Cotovelo
Mirante com vista imperdível dos paredões do Cânion Itaimbezinho. Caminhada fácil por estrada até um mirante natural com uma visão geral do Cânion, percurso de 6,3 quilômetros que leva em torno de 2:30 horas. Atenção: o último horário para fazer a trilha é às 15:00 hs.

Trilha do Rio do Boi – por dentro do abismo
Para aqueles que gostam de atividades mais radicais, esta trilha é a mais indicada. Caminha-se por dentro dos paredões de 700m formados pelo Cânion Itaimbezinho, seguindo o leito do Rio do Boi. São 8 km (ida e volta) que são percorridos em 7 horas.
Trilha longa e cansativa, com muitas pedras e diversas travessias do rio do Boi (dependendo do nível do rio a água pode estar acima do joelho), com ótimas piscinas para um banho gelado.

Os Parques Nacionais dos Aparados da Serra e Serra Geral, pertencem a SC e RS, visto que 1 metro abaixo da borda dos cânions já é Santa Catarina, e os parques englobam também as encostas, rios e matas abaixo das serras, e o visual pela parte de baixo dos cânions é de rara beleza.

Dica: faça a trilha de manhã e leve somente o essencial (lanche, água, capa de chuva).
OBS: Chega-se de carro até o inicio da trilha que fica junto à guarita do Rio do Boi/Ibama, (7 km de Praia Grande). É necessário o acompanhamento de guia: contrate em Praia Grande.

 

Atrações próximas ao P.N. Aparados da Serra

Passo do “S”
O Rio Tainhas forma um lajeado de 80 metros de largura que despenca em uma bela cachoeira. Local para banho e camping (sem estrutura). Quando o rio está em seu nível normal, é possível atravessá-lo de automóvel, necessitando, porém, muita cautela. Divisa Jaquirana com São Francisco de Paula. Ótima trilha para off-road (confira no mapa como chegar).

Passo da Ilha
É um belo lajeado de 100 metros de largura formado pelo Rio Tainhas. As diversas corredeiras se dividem e formam uma pequena ilha. O local é procurado para camping (possui cantina, banheiros, água e luz). É possível atravessar o lajeado de carro, quando o rio está em seu nível normal. Fica a 32 km de Cambará do Sul na divisa com o município de São Francisco de Paula. Oferece Camping R$ 5,00 com banheiros e churrasqueiras. Bastante movimentado no verão, carnaval e feriados.

Cachoeira dos Vênancios
Saindo de Cambará do Sul, percorre-se 8 km até a entrada para Jaquirana. Dali, são mais 13 km até a Fazenda Cachoeira, (no lado direiro da estrada), onde fica a Cascata dos Venâncios, (antes de chegar a Fazenda Cachoeira tem uma placa mostrando a esquerda… mas é de uma Pousada).
O local ainda é pouco freqüentado, o que o torna ainda mais atraente. São 4 km de caminhada fácil até o rio Camisas, uma ótima opção para banho.
Acesso de carro razoável. Ingresso: R$ 3,00 e camping R$ 5,00 (não tem estrutura).

Lajeado da Margarida
Aqui o rio Camisas se expande sobre um grande lajeado, formando pequenas corredeiras e piscinas naturais.
Fica a 10 quilômetros de Cambará, com acesso pela Rua Boaventura Fernandes siga sempre reto em direção a Pousada Fazenda Recanto dos Amigos que fica 3,5 km de Cambará do Sul.


Como chegar:

Existem duas opções de trajeto.

A primeira saindo de Porto Alegre pela BR 116 até Novo Hamburgo. Segue-se pela RS 239 até Taquara (cuidado existem três pardais neste trajeto e também um pedágio em Campo Bom) e depois pela RS-020 passando por São Francisco de Paula e Tainhas até chegar em Cambará do Sul. Caminho melhor e mais rápido.

Você pode também ir direto à Taquara via Cachoeirinha RS 020.

A segunda opção é sair de Porto Alegre e tomar a BR 290 (Freeway) em direção a Osório (pedágio em Gravataí, km 77 e em Santo Antônio da Patrulha, km 19) e de lá pegar a BR 101 ou a Estrada do Mar (com quatro pardais) até Torres. Segue-se, então, mais nove quilômetros em território catarinense até o trevo de São João do Sul e mais 21 quilômetros até Praia Grande, onde se sobe a Serra do Faxinal (um visual imperdível em dias de céu claro) até a entrada do Parque (são 20 quilômetros de estrada de terra). No total, percorre-se cerca de 255 quilômetros.


O importante é evitar a descida da Serra do Faxinal em dias de neblina.

De Gramado ou Canela é só seguir até São Francisco de Paula (não precisa passar pelo centro da cidade), depois até Tainhas e Cambará do Sul.

Trilha off-road: para quem gosta de off-road é só pegar uma estrada de terra cascalhada à 4 km de Três Cachoeiras em direção a Morrinhos do Sul, Mampituba até chegar em Praia Grande, total de 55 km. A estrada continua até Jacinto Machado (+ 40 km), tendo sempre a bela vista da Serra Geral com seus paredões de até 1.000 metros. 

Outra opção de trilha é ir de Terra de Areia (na BR 101) à Tainhas (subindo a Serra do Pinto, futura Rota do Sol, e de lá seguir até Cambará do Sul.

** Não há postos de combustível entre as cidades Taquara/São Francisco de Paula /Cambará do Sul e até os Cânions Itaimbezinho e Fortaleza. 

Em Taínhas tem um posto na vila, a 1 km do asfalto.
Abasteça nas cidades. RS-020 com asfalto em condições precárias, com acostamento estreito.

Distâncias

Distância de Porto Alegre a Cambará do Sul: 190 quilômetros via Novo Hamburgo, Taquara, São Francisco de Paula e Tainhas.
Distância de Porto Alegre a Cambará do Sul: 273 quilômetros via Torres/Praia Grande (40 quilômetros são de terra).
Distância de Cambará do Sul ao Cânion Itaimbezinho: 18 quilômetros (de terra) até a entrada do Parque e mais 4 quilômetros (asfalto) até sua sede.
Distância de Cambará do Sul até o Cânion Fortaleza: 21 quilômetros (de terra).
Distância de Cambará do Sul até o Cânion Malacara: 18 quilômetros até a entrada para o Cânion Itaimbezinho (de terra) e mais 12 quilômetros até o Cânion Malacara (trilha a pé).
De Canela até Cambará do Sul são 110 km.

Onde ficar: Cambará do Sul

Dicas de pousadas: Pousada Cafundó, Estalagem da Colina,  Pousada das Corucacas (tem camping tb), Pousada Pôr-do-sol, Parador Casa da Montanha.

Em Praia Grande-SC, o Refúgio Ecológico Pedra Afiada, Cabanas Magia das Aguas,  Albergue Nativo dos Canions, Morada dos Canyons, Cabanas Colina da Serra.

e a Pousada do Engenho em São Francisco de Paula.

*** Para sua tranqüilidade e segurança informe-se com antecedência sobre as trilhas, horários, valores e serviços oferecidos pelo parque, agências, pousadas ou guias pois podem ter sofrido alterações.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
EnglishPortuguese