Palmas e Taquaruçu – TO

 São Domingos, GO a Palmas, TO

Acordamos cedinho e já pegamos a estrada. Foram 530 km até Palmas, sendo que 70 de estrada de terra. As cidadezinhas de Goiás são muito bem cuidadas, com praças muito caprichadas e ruas limpas. Depois que atravessamos a divisa com o Tocantins, a paisagem mudou. Andamos cerca de 400 km na completa solidão: via-se o cerrado a perder de vista e durante todo o percurso não devemos ter encontramos mais do que 15 carros. Existem algumas pequenas cidadelas isoladas no meio do caminho, vivendo no meio do cerrado. Ao longe, na linha do horizonte, via-se a estrada, a qual parecia não ter mais fim. Apesar da estrada estar em ótimas condições, a viagem foi cansativa, pois a paisagem era muito repetitiva.

Chegamos em Palmas, por volta das 17 horas e por pouco não passamos pelo mesmo problema que tivemos em Brasília: os hotéis estavam lotados, mas por sorte encontramos uma vaga.
Aqui em Palmas, para inveja dos gaúchos, os termômetros estão marcando 39 graus, mas sinceramente não parece que está tudo isso não. Talvez esteja uns 33 graus.
Palmas, visitamos a Feira 304 Sul, uma feira ao ar livre onde se encontra de tudo: alimentos a granel, comidas prontas, hortifrutigranjeiros, carnes, peixes, roupas, cds, ervas medicinais, poções que curam, utensílios domésticos e mais tudo o que se puder imaginar.

Taquaruçu
Impossível conhecer todas as cachoeiras e trilhas de Taquaruçu, por isso escolhemos 3 delas: Cachoeira do Evilson com 20 m de altura, Cachoeira do Roncador com 70 m e a Cachoeira da Sambaíba com 15 m.  Vimos macacos-prego, cotias e uma série de pássaros coloridos nas trilhas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
EnglishPortuguese