P.N. da Lagoa do Peixe – Mostardas, Tavares/RS

Uma extensa planície costeira, recortada por áreas de matas e banhados e uma enorme lagoa de 40 quilômetros de extensão e 1,5 km de largura.

Este é o Parque Nacional da Lagoa do Peixe, um local que abriga diferentes ecossistemas e que está localizado no extremo sul do Brasil. Ele foi criado em 1986 para proteger este que é um dos maiores santuários de aves migratórias do Hemisfério Sul. Cerca de 26 espécies de aves partem do Hemisfério Norte e outras 182 visitam o parque durante o ano.
Aves, como o maçarico-de-peito-vermelho, voam mais de 10 mil quilômetros desde o Ártico em busca de alimentação e abrigo. A fartura de crustáceos, moluscos e algas e o isolamento da área fazem da Lagoa do Peixe o local perfeito para procurar alimento e descansar. É um santuário a céu aberto.

Trilhas e Passeios

Trilha das Praias: O espetáculo começa mesmo antes de chegarmos ao parque: nos 35 quilômetros até a Barra da Lagoa, gaivotas, talhamares, pirús-pirús, formam fila prestes a sair em revoada, que, aliás, não ficam em nada a dever para as do Pantanal. No inverno, ainda é possível encontrar animais perdidos, pegos de surpresa pelas correntes marinhas, como: pingüins, leões-marinhos e tartarugas marinhas. 

Chegando à Barra, é só seguir a pé. A caminhada é curta e logo se avista uma imensidão de água escondida atrás das dunas. Apesar de sua extensão, suas águas são rasas: variam de 10 a 60 centímetros de profundidade. A partir de março, as aves são ainda mais abundantes. São biguás, maçaricos-de-peito-vermelho, cisnes-de-pescoço-preto, gansos-marinhos, trinta-réis, batuíras, entre outros.

**Caso a barra da lagoa esteja fechada é possível continuar o passeio pelo litoral e caminhar pela vila que está do outro lado da lagoa. Daí, até o limite sul do Parque são mais 18 km . Com a estiagem (janeiro a maio 2004) a barra estava fechada, pois o nível das águas da lagoa estava muito baixo. De julho a dezembro, a barra está aberta, impedindo a passagem, (2 m de profundidade). Caso a chuva não abra a barra ela é aberta artificialmente para a entrada dos camarões e peixes.

Trilha das Dunas: É a estrada de areia que liga Mostardas ao Balneário Mostardense. A trilha tem 10 km, atravessando áreas de banhado, com vegetação de restinga e de dunas, até chegar à praia. Cuidado para não atolar no trecho das dunas, ande na trilha onde a areia é mais firme. Com um pouco de paciência, você pode avistar os Tuco-tucos, pequenos roedores fazendo suas tocas nas dunas.



Trilha do Talha-mar – Estrada Velha Terra: São 7 km de estrada de areia que liga a vila do Lagamarzinho até a RST-101. Passa por três pequenas pontes e em meio as dunas, cuidado para não atolar, ande na trilha onde a areia é firme e batida. Dependendo da época do ano, você pode avistar flamingos e cisnes-de pescoço-preto, coscorobas entre outras aves. Passando uma pequena mata, com um pouco de paciência, você pode avistar os Tuco-tucos, pequenos roedores fazendo suas tocas ao lado da estrada e nos campos.



Trilha das Figueiras: afastado da praia, no lado oeste da lagoa, entrada ali no segundo trevo de Tavares ao lado de uns silos. Segue 400 metros e vira a direita, anda mais uns 500 metros e vira a esquerda, segue mais 1.5 km e chega na lagoa. Local bom para avistar flamingos, cisnes, talhamar etc.
 Com uma boa caminha pode se chegar na vila dos pescadores e na barra da Lagoa, depende da época do ano a lagoa está bem rasa, com um palmo d’agua.
Não é premitido atravessar de carro. 

Trilha

Porto do Barquinho e Laguna do Patos: 12 km de Mostardas e 10 km de Tavares. Na beira da estrada (areia) pode se avistar muitas aves nas enormes plantações de arroz. Laguna dos Patos é a maior do país e tem mais de 9.000 km/2.

Farol Mostardas: localizado junto a praia, do Balneário Mostardense até o Farol Mostardas são 14 quilômetros pela praia no sentido sul. Localizado no município de Tavares.

Farol da Solidão: do Balneário Mostardense até o Farol da Solidão – 60 quilômetros pela praia sentido norte. Localizado na Praia do Farol, foi construido em 1929 e tem 21 m de altura. 

Farol do Cristovão Pereira: na Laguna do Patos – 50 quilômetros de Mostardas, é preciso de guia e carro 4X4 para chegar lá.



Farol Capão da Marca: ao lado da Lagoa dos Patos, 15 quilômetros de Tavares. Trilha para 4×4, pela areia na beira da lagoa quando está baixa. Local para camping.

Flamingos

Dicas:
1) Se você possui um carro tracionado 4×4, vale a pena conhecer o Farol Cristovão Pereira, o Farol Capão da Marca e o Farol de Bojuru. Outra opção é ir de Bojuru até Sao José do Norte pela praia.
2) Visite a belissima coleção de Avifauna do artista Eloir da Silva.
Réplicas perfeitas em miniatura de dezenas de aves do Parque.
Ao lado da avenida na entrada da cidade, antes do centro de informações.
Rua Manoel Patricio Araújo, 1048  Tel.:(51) 9682.4035
3) Restaurante Ed Mundo’s, em Mostardas. 
    O prato a “Moda da Casa” feito com o peixe “papaterra” é a especialidade da casa. 
   Rua Bento Gonçalves, 906 Tel.(51) 3673.1969

4)
4)Aproveite para comprar algum dos cobertores feitos manualmente com lã de carneiro. É o artesanato típico da região e podem ser encontrados no Quiosque da Praça Municipal.
5) Nos 50 quilômetros de Mostardas até a Barra da Lagoa, tome cuidado para não atolar na
    areia seca e fofa.
6) Apesar das águas da lagoa serem rasas, existem canais mais fundos e com correnteza.
7) Não é permitido pescar na área do parque, (somente moradores locais).
8)Não é cobrado ingresso no parque. Mais informações sobre o Parque no ICMBio/IBAMA em Mostardas.
9) Não é permitido acampar na área do Parque Nacional da Lagoa do Peixe.
10) Qualquer atividade na área do parque é necessário a autorização do ICMBio/IBAMA.

Como chegar:
Saindo de Porto Alegre em direçäo à Viamão e Cidreira, através da RS-040, até Capivari do Sul (90 Km); de Capivari, pela RST-101 até Mostardas (120 Km) com 60 km de asfalto com muito buracos, tenha cuidado.
Ruim desde novembro de 2010 e ainda ruim em janeiro de 2012.
Total de 210 quilômetros desde Porto Alegre (estrada asfaltada).
De Mostardas até o Balneário Mostardense são 10 quilômetros (areia e terra) e mais 40 quilômetros pela beira da praia até a Barra da Lagoa do Peixe.
O vento e as dunas mudaram a estrada que liga Mostardas ao litoral muito cuidado para não atolar.
De Tavares até São José do Norte são 156 km com asfalto.
**Cuidado ao andar pela praia. Se estiver ventando sul, é problema. O mar sobe e fica uma faixa muito estreita de praia. Principalmente se o vento for por uns dois ou três dias.
** Para quem quiser descer até São José do Norte e Rio Grande pela praia.
A barra da lagoa do peixe tem estado aberta por muito tempo, e quando fecha as vezes é aberta a trator. E o canal pode estar bem fundo e se não der passagem, tem que voltar 15 km e pegar a estrada do Talhamar para sair no asfalto (RST 101).

Outra opção é ir até a Praia do Magistério, são 110 quilômetros de Porto Alegre e daqui seguir pela beira da praia até a Barra da Lagoa do Peixe, são mais 135 quilômetros, mas cuidado para não atolar na areia seca e fofa, ande sempre pela areia mais firme, (perto da arrebentação).
A ajuda pode ser difícil pois o movimento de carros é muito pequeno.

Distâncias: 
Magistério até Farol da Solidão – 45 quilômetros.
Farol da Solidão até Praia de São Simão – 40 quilômetros.
Praia de São Simão até Balneário Mostardense – 20 quilômetros.
Balneário Mostardense até o Farol de Mostardas – 14 quilômetros.
Farol de Mostardas até Praia do Talhamar – 5 quilômetros.
Praia do Talhamar até Lagamarzinho – 5 quilômetros.
Lagamarzinho até Barra da Lagoa Peixe – 16 quilômetros.
Praia do Talhamar até a RST-101 via trilha Véia Terra – 9 quilômetros.

Onde ficar: em Mostardas
Pousada Pouso Alegre
Ótima pousada, com restaurante.
14 Aptos com TV, ar condicionado, aquecimento central, ventilador de teto e frigobar.
Com Café da manhã. Suites com hidromassagem.
Av. Padre Simão, 1030 (na avenida principal que entra em Mostardas e vai em direção a praia).
Tel. (51) 3673.2211 wwww.pousadapousoalegre.com.br

Em Tavares
Hotel Parque da Lagoa
Ótima pousada, com guia e passeios.
Aptos com TV, ar-condiconado, frigobar, ventilador de teto, aquecimento central para chuveiro.
Av. 11 de Abril , 191 – Tel. (51) 3674.1333 / (51) 9989.5250
www.hotelparquedalagoa.com.br

LAGOA do PEIXE EXPEDIÇÕES:
Passeios com ótimo guia Batista.
O Hotel Parque da Lagoa disponibiliza a seus hóspedes acesso a todas as belezas da região, que não são poucas, para isto fez uma parceria com a LAGOAS EXPEDIÇÕES E TURISMO, que tem além do condutor local, experiente na região, veículo 4×4, Land Rover, com toda a segurança e conforto. Você poderá conhecer e se encantar com o santuário ecológico do Parque Nacional da Lagoa do Peixe; apreciar a magnífica Lagoa dos Patos, a maior do Brasil e segunda da América Latina. Esses passeios incluem visitas aos mais belos faróis, dunas, trilhas por matas nativas, sambaquis e os mais belos recantos.

Pousada Paraíso
Avenida Onze de Abril, 183.
Tel. (51) 9605.6729 ou (51) 9808.8839

Existem outras pousadas simples na cidade de Mostardas
Hotel Scheffer – Rua Almirante Tamandaré, 1191, tel. (51) 3673-1277
Hotel Mostardense Tel. (51) 3673..1368
Apartamentos com TV e banheiro no quarto.
No Balneário Mostardense tem o Hotel Paraíso Tel. (54) 96531691

Quando ir: Todo ano. No inverno o vento é mais intenso e gelado.

Observação:
Uma grande estiagem assolou a região de Janeiro-Abril 2004.
Em julho de 2004 a lagoa estava completamente cheia novamente e os cisnes e flamingos estão por lá.
Em Janeiro de 2005 a lagoa estava 70% seca novamente.
Em fevereiro de 2005 a água do mar entrou e recuperou um pouco o nível da lagoa mas ainda continua baixo. No final de abril 2005 a lagoa recuperou bastate seu nível mas ainda não estava completamente cheia.
Em janeiro de 2006 a lagoa estava cheia novamente e deu para avistar flamingos na barra da lagoa.
Em junho de 2006 a lagoa estava bem cheia e tinha uns 45 flamingos na barra da Lagoa do Peixe e barra estava fechada.
Em novembro de 2006 a lagoa estava bem baixa e a barra estava aberta.
No inicio de abril de 2007 a lagoa estava bem cheia e a barra estava aberta. Os acessos estavam bem ruins pois choveu muito em março.
Em outubro 2007 a lagoa estava cheia. Os acessos estão bons e deu para avistar flamingos na barra da lagoa que está aberta.
Em março de 2008 a lagoa estava quase seca e houve grande mortandade de peixes.
Em maio de 2008 a lagoa já estava completamnete cheia novamente.
A barra da lagoa está fechada. Na trilha do talha-mar, junto as pontes não dava para passar pois a água estava passando por cima da estrada. Poucas aves e não vi os flamingos.
Em junho de 2009 a lagoa estava bem baixa e a barra fechada pela areia, permitindo a passagem de carros.
Com as chuvas de setembro de 2009 a lagoa está cheia novamente e a trilha Véia Terra/Talhamar está intransitável, á agua cobriu toda a estrada.
Em outubro de 2010 a lagoa estava em seu nivel normal e baixando pelas fracas chuvas na região. Estradas transitáveis.
No inicio janeiro de 2012 a lagoa estava bem cheia e as estradas bem boas.
Junho de 2012, o canal da barra estava fechado pela areia e permite a passagem para o sul pela praia. Na região da barra, a lagoa do peixe está bastante seca, água somente no canal e nas áreas da lagoa perto da trilha do talha-mar. Espero que chova em julho e agosto para a lagoa voltar a encher novamente. Estradas boas.

De fevereiro a junho quando é permitida a pesca do camarão, os arredores da lagoa são invadidos por pescadores, pois oficialmente os únicos que têm permissão para pescar no local são as famílias que residem alí a muitos anos. O número excessivo de pescadores e a vila junto a barra da Lagoa do Peixe acabam deixando muito lixo no Parque.

A melhor época para avistar os pássaros migratórios é de março a maio e outubro a novembro. Nos meses de outubro e novembro é uma bonita época para ver algumas dunas cobertas com as margaridas-das-dunas.

Quanto tempo ficar: Os passeios duram geralmente um dia. No entanto, maiores serão as chances de avistar diferentes espécies de aves, permanecendo 2 a 3 dias.

O que não pode faltar na mochila:
Máquina fotográfica, muito filme, tele-objetiva, binóculos, protetor solar, repelente, lanche e água (não existe infra-estrura próxima à Barra da Lagoa do Peixe). O lugar mais próximo para almoçar é no Balneário Mostardense, fica a 4 km da barra da Lagoa do Peixe.

Mais informações:
Revista Horizonte Geográfico – Edição 97 – Fevereiro de 2005
Revista Caminhos da Terra – Abril 2007 – Edição 180
Livro: Lagoa do Peixe – Paraíso das Aves
Matéria Publicada na Revista VEJA: Pantanal com Asfalto
Área de preservação ambiental no Rio Grande do Sul é o melhor lugar do país para a observação de aves.
Texto: Diogo Schelp / Fotos: Renato Grimm

Matéria Publicada na Revista Terra: De quem é esse lugar ?
Os fazendeiros criam gado. Os pescadores vivem dos peixes. E 40 mil aves dependem deste parque nacional gaúcho para garantir seu alimento, uma disputa que está longe de acabar.
Por Cristina Degani e Gustavo Mansur / Fotos: Renato Grimm

O Globo Repórter do dia 27/02/2004, revela as belezas, os perigos e as curiosidades das montanhas de areia do extremo sul do Brasil.
Direção: Laura Nonohay / Reportagem: Paulo Renato Soares / Imagens: Eduardo Mendes Francisco Carvalho / Edição de Imagens: Francisco Carvalho / Técnico: Luís Felipe Silveira

Agência – Garça Turismo
Rua Almirante Tamandaré, 847 – Mostardas
Tel (51) 3673.1463

Casa do Turista: (51) 3673.1177 em Mostardas Praça Municipal
ICMBio/IBAMA: Praça Prefeito Luiz Martins, 30 Mostardas – Tel (51) 3673.1464

Atenção: Para sua tranqüilidade e segurança informe-se com antecedência sobre as trilhas, horários, valores, serviços e condições de visitação oferecidos pelo parque, pois podem ter sofrido alterações.

++ Leia mais no livro: Santuário das Aves
Com 232 páginas, mais de 200 fotografias de 147 espécies de aves e mapa. Além da identificação de cada exemplar, textos informativos elucidam características e hábitos de 22 espécies, evidenciando a incrível diversidade deste ecossistema de características tão belas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
EnglishPortuguese